Antes de me mudar para o Canadá, trabalhava em uma escola bilíngue canadense. Uma escola que me acolheu desde assistente, e me promoveu para professora de toddlers (crianças de 2 a 3 anos). Me lembro que eu tinha meu próprio jeito de ser professora, minha própria rotina, que foi criada depois de muito aprender com as minhas colegas da própria escola. De tanto observar e conviver, você acaba até ligando no automático.

Quando eu cheguei no Canadá senti que toda a experiência que eu tinha no Brasil não tinha servido de nada, eu sentia que eu não sabia nada. Foi uma loucura! Voltar do início, estudar tudo desde o começo, voltar a ser assistente, observar novas colegas.

Passei por 4 escolas completamente diferentes uma das outras, convivi com professoras muito sérias até umas mais engraçadas e sossegadas. Trabalhei com crianças com necessidades especiais de diferentes idades e necessidades. Trabalhei em escolas públicas e particulares, convivi com famílias de diferentes partes do mundo, aprendi algumas palavras e músicas em diferentes línguas.

Ufa!

Hoje depois de tudo isso percebo que eu não quero ter uma maneira de ensinar, um jeito meu, uma rotina diária que se repete a cada ano. No Canadá eu aprendi que não importa a professora que você é, mas os alunos que você tem. O jeito de ensinar, o planejamento, a rotina, não depende de você, mas das criaturas que estão ali na sua frente. Cada criança e sala é uma, com necessidades diferentes, com demandas mais ainda. Não quero repetir a minha prática cada ano, quero poder me reinventar e mudar a cada criança que passar por mim, ser uma professora diferente para cada criança.

Afinal, se tem uma coisa que eu aprendi trabalhando com crianças especiais foi: não importa quão “normais” sejam os seus alunos, eles serão sempre diferentes uns dos outros. Então como eu poderia ser a mesma?

Advertisements

One thought on “Minha experiência como professora no Canadá – o quanto mudei como pessoa

  1. Bom dia, Legal Elisa os professores querem que seus alunos, tem que serem todos iguais, esqueceu, que seus dedos São diferente. Meus parabéns por ter descoberto que existe diferença. Abraço jacob

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s