Esse é pra você que cria seus filhos num país diferente do que você nasceu, ou pretende.

Primeiro de tudo: a língua é uma habilidade MUITO importante adquirida pelas crianças, além da comunicação, permite o pensamento concreto, o entendimento e o melhor auto-regulação (conhecimento do próprio corpo). O que significa que antes da criança conseguir se comunicar pode ser bastante frustrante. E que é mais difícil aprender duas línguas ao mesmo tempo, do que apenas uma, então uma criança em contato com duas línguas o tempo todo, naturalmente vai demorar um pouquimo mais a falar.

Mas segurem a ansiedade e não deixem comentários de “especialistas” fazerem com que você desista. Eu digo isso, pois já presenciei algumas situações onde professores pediram aos pais que parassem de falar a língua materna em casa, que dessa forma a criança não ia conseguir se comunicar nunca. Ninguém tem o direito de interferir na maneira com que você planejou educar os seus filhos, não siga esse tipo de orientação, tenha calma que a criança pode demorar um pouco mais para aprender, mas não deixe de fazer o que você sabe que vai ser melhor para o seu filho.

Uma criança de 2 anos tem a capacidade de aprender 1 palavra a cada 2 horas, imagina quantas palavras por dia. É antes dos 5 anos que o cérebro ainda é muito “elástico”, sendo assim, quase que natural aprender quantas línguas forem ensinadas/faladas. Já a partir dos 7 anos, quando o cérebro já está formado, percebemos um declínio na aquisição de uma segunda língua.

A ideia para um desenvolvimento adequado é que os professores trabalhem em conjunto com as famílias. Por exemplo: se você se mudou para um país que a primeira língua seja inglês, mas você só fala em português com o seu filho, é PAPEL DO PROFESSOR encontrar alguma maneira de se comunicar com a criança, seja aprendendo alguma música em português, alguma palavrinha ou outra, NUNCA, JAMAIS repreendendo a família ou a criança. Assim fica muito fácil né? “Se virem com o seu filho em casa porque aqui na escola só aceitamos inglês”. Pois é, se passar por algo assim, já é um ótimo motivo para mudar o seu filho de escola.

A aquisição da língua não deve ser um momento traumático nem para os pais nem para a criança. Não se assustem se seu filho demorar um pouco mais pra falar do que o amiguinho que só está em contato com uma língua, tudo isso é normal, faz parte, mas mais importante: não desista!

E por favor: não se intimidem com comportamentos desrespeitosos. O profissional deve ajudá-lo e não querer limitar a capacidade do seu filho. Não deixe nunca de falar a sua língua materna em casa, não deixe de incentivar a compreensão e a fala das duas línguas. Se quer saber a minha opinião: muito mais importante é a criança aprender a língua materna, a segunda ela já vai falar a vida toda (com os amigos, na escola…).

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s